Dilma lidera corrida eleitoral a um ano e meio de eleição, diz Datafolha

sexta-feira, 22 de março de 2013 18:40 BRT
 

SÃO PAULO, 22 Mar (Reuters) - A pouco mais de um ano e meio da eleição presidencial do ano que vem, a presidente Dilma Rousseff é franca favorita para conquistar um segundo mandato, segundo pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira no site do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com o levantamento, a presidente aparece com 58 por cento das intenções de voto, com margem folgada em relação à segunda colocada, a ex-senadora Marina Silva, que tem 16 por cento.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) soma 10 por cento da preferência do eleitorado, seguido pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que tem 6 por cento.

Segundo o levantamento, 6 por cento declararam voto nulo ou em branco e 3 por cento disseram não saber em quem votar. A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 21 de março e ouviu 2.653 pessoas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Pesquisa realizada pelo instituto em dezembro apontava Dilma com 54 por cento, Marina com 18 por cento, Aécio com 12 por cento e Campos com 4 por cento.

Esses quatro nomes despontam como prováveis candidatos em uma disputa que vem sendo antecipada desde o começo deste ano.

No final de fevereiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou a candidatura de Dilma à reeleição em evento para comemorar os 10 anos do PT na Presidência e o aniversário da legenda, mesmo dia em que Aécio subiu à tribuna do Senado para fazer um discurso enumerando o que considera 13 erros da gestão petista e se colocando como principal nome da oposição.

Também nesta época, Marina anunciou o lançamento de seu novo partido, a Rede Sustentabilidade e, desde então, Campos começou a viajar pelo país e se reunir com empresários numa aparente movimentação para viabilizar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto.

Dos quatro prováveis postulantes, somente Marina ainda não tem uma legenda para concorrer, já que seu partido ainda coleta assinaturas para obter registro junto à Justiça Eleitoral.   Continuação...