Chinesa Shacman investe R$400 mi em fábrica de caminhões no Brasil

terça-feira, 30 de abril de 2013 14:51 BRT
 

SÃO PAULO, 30 Abr (Reuters) - A montadora chinesa Shacman anunciou nesta terça-feira investimento de 400 milhões de reais em uma fábrica de caminhões a ser erguida no interior de São Paulo, reforçando crescimento da presença asiática em veículos pesados no Brasil.

A companhia informou que vai adaptar uma instalação de 12 mil metros quadrados existente em Tatuí, distante 140 quilômetros da cidade de São Paulo, com foco em início de produção de caminhões pesados e extrapesados em meados de 2014.

Além da Shacman, a também chinesa Foton, anunciou no final de 2012 planos para construção de uma fábrica de caminhões no Brasil a partir deste ano. Já a JAC anunciou no início de 2013 sua entrada no segmento de caminhões leves.

As vendas de caminhões no Brasil despencaram cerca de 20 por cento no ano passado e acumularam queda de 8,7 por cento nos três primeiros meses de 2013. Apesar disso, a associação de montadoras instaladas no país, Anfavea, estima crescimento nos licenciamentos de caminhões de cerca de 7,5 por cento este ano.

Segundo a Shacman, a fábrica em Tatuí terá capacidade para produção de 10 mil caminhões por ano e atenderá requisitos do regime automotivo brasileiro Inovar-Auto, com índices de nacionalização de componentes acima de 65 por cento.

Os motores serão produzidos pela Cummins Brasil, que tem fábrica em Guarulhos (SP), enquanto transmissões serão fornecidas pela ZF, que tem instalações em Sorocaba, também em São Paulo.

"Após a consolidação da marca, a Metro-Shacman (nome da companhia no Brasil) pretende expandir sua linha de produtos com linhas de médios, leves e ligeiros para atender todos os segmentos do mercado", informou a empresa em comunicado à imprensa.

(Por Alberto Alerigi Jr.)