Arsenal consegue vaga na Liga dos Campeões e fica à frente do Tottenham

domingo, 19 de maio de 2013 15:49 BRT
 

Por Sonia Oxley

19 Mai (Reuters) - O Arsenal conseguiu a última vaga na Liga dos Campeões e ficou uma posição à frente do rival Tottenham no último dia do Campeonato Inglês, neste domingo, com a vitória por 1 x 0 sobre o Newcastle.

O zagueiro Laurent Koscielny colocou o visitante Arsenal à frente aos 7 minutos do segundo tempo e assegurou o quarto lugar com 73 pontos, um a mais que o quinto colocado Spurs, que achou um gol de Gareth Bale nos últimos minutos para vencer o Sunderland por 1 x 0 em White Hart Lane.

O Chelsea ficou em terceiro com 75 pontos ao vencer o Everton, em casa, por 2 x 1.

O Manchester United já havia conquistador o título e a preocupação do time era fornecer ao técnico aposentado Alex Ferguson uma despedida especial, mas, à medida que os gols foram saindo, a vitória escapou e a partida contra o West Bromwich terminou 5 x 5.

Com o primeiro e o segundo lugar decididos há algum tempo, e todas as três posições do rebaixamento já determinadas, a atenção se voltou ao quarto lugar da tabela.

Ignorando uma combinação de resultados muito improvável, a disputa estava entre os dois times do norte de Londres, os grandes rivais Arsenal e Tottenham.

O time de Arsene Wenger tinha a vantagem antes do pontapé inicial, sabendo que se vencesse o Newcastle a vaga na Liga dos Campeões seria dele.

Eles estavam enfrentando um Newcastle que não estava mais ameaçado de rebaixamento e a ausência de pressão acabou se traduzindo em um primeiro tempo problemático para o Arsenal, com os anfitriões criando as melhores chances.   Continuação...

 
Lourent Koscielny, do Arsenal, comemora gol marcado por ele ao lado de Santi Cazorla durante partida pela primeira divisão do Campeonato Inglês contra o Newcastle United, em Newcastle, norte da Inglaterra. O Arsenal conseguiu a última vaga na Liga dos Campeões e ficou uma posição à frente do rival Tottenham no último dia do Campeonato Inglês, neste domingo, com a vitória por 1 x 0 sobre o Newcastle. 19/05/2013. REUTERS/Russell Cheyne