ANÁLISE-Diminui a euforia com óleo de xisto em áreas periféricas dos EUA

segunda-feira, 20 de maio de 2013 14:28 BRT
 

Por Kristen Hays e Jonathan Leff

HOUSTON/NOVA YORK, 20 Mai (Reuters) - Nos últimos três anos, o boom na indústria de petróleo de xisto dos EUA superou todas as expectativas. A produção cresceu muito mais rápido do que qualquer previsão, e empresas correram para garantir espaço em novos oleodutos para levar a produção até o mercado.

Agora, em projetos periféricos, isso pode estar mudando --pelo menos por um tempo.

Notícias duas da áreas de xisto menos desenvolvidas dos EUA, em Colorado e Ohio, divulgadas na semana passada, oferecem um choque de realidade para a onda de euforia que tomou conta de toda a indústria. Os tropeços marcam uma ruptura com os últimos anos, em que quase todos os novos projetos foram um sucesso da noite para o dia, com crescimento constante da produção.

Na quinta-feira, o Estado de Ohio, que abriga o depósito de xisto de Utica, finalmente publicou os dados da produção anual de 2012, que mostraram que o Estado bombeou menos de 700 mil barris de petróleo de seus poços de xisto --apenas o suficiente para encher um pequeno navio petroleiro. O depósito de xisto de Bakken, na Dakota do Norte, produz mais do que isso em um único dia. Mesmo as autoridades estaduais disseram que a produção era "menor do que a inicialmente estimada".

No dia anterior, a NuStar Energy havia dito que iria engavetar um plano para converter um par de oleodutos subutilizados, que atualmente transportam produtos refinados, em um oleoduto para petróleo de xisto da reserva de Niobrara, no Colorado, rumo ao Texas. A empresa não teve sucesso, por duas vezes, em garantir compromissos suficientes de clientes potenciais que justificassem o investimento na conversão.

Nenhuma das notícias foi surpresa para os especialistas da indústria, e ambas foram provavelmente afetadas por circunstâncias atenuantes.

A crescente preferência para transporte ferroviário provavelmente reduziu o interesse em compromissos de longo prazo para utilizar o oleoduto da NuStar. O xisto de Ohio ainda pode oferecer grandes volumes de gás liquefeito e condensado, se perfuradores podem encontrar novas maneiras de extraí-lo do solo.

No entanto, tomados em conjunto esses episódios ofereceram um sinal de que a onda de entusiasmo e a onda de investimentos em campos de xisto, de uma costa à outra, atingiu uma curva.   Continuação...