EUA encomenda mais de US$10 bi em helicópteros militares à Boeing

terça-feira, 11 de junho de 2013 12:57 BRT
 

RIDELY PARK, Estados Unidos (Reuters) - A Boeing recebeu duas encomendas bilionárias de helicópteros feitas pelo governo do Estados Unidos, catapultando a carteira de pedidos em um momento em que o país está reduzindo seu orçamento geral para fins militares.

A Marinha dos EUA anunciou na segunda-feira que planeja assinar contrato de cinco anos avaliado em cerca de 6,5 bilhões de dólares que envolve 99 helicópteros V-22, construídos pela Boeing e pela Bell, unidade da Textron. Nesta terça-feira, a Boeing e o Exército dos EUA anunciaram acordo separado avaliado em 4 bilhões de dólares sobre entrega de mais 177 helicópteros CH-47 Chinook, além de opções para até 38 unidades do modelo.

Os contratos, que têm valor combinado de mais de 10 bilhões de dólares, ajudarão a sustentar as receitas da Boeing em um momento em que outras empresas estão vendo queda nas encomendas.

"Estou extremamente otimista sobre a indústria de aeronaves com rotores", disse Leanne Caret, vice-presidente da área de voo vertical da divisão de aeronaves militares da Boeing.

Caret afirmou que a Boeing espera dobrar suas receitas com aeronaves de rotores até 2030, mas evitou dar metas financeiras para o segmento.

A Boeing informou que há 807 helicópteros CH-47 em serviço em todo o mundo, incluindo 528 operados pelas Forças Armadas dos EUA. Nos próximos anos, a empresa disse ver oportunidades para vender centenas de helicópteros para os EUA e exércitos de outros países, incluindo 35 para a Arábia Saudita e 15 para a Índia.

 
Helicóptero CH-47 Chinook ergue um veículo espacial X-40A da Boeing, na base aérea militar de Edwards, na Califórnia. Nesta terça-feira, a Boeing e o Exército dos EUA anunciaram acordo separado avaliado em 4 bilhões de dólares sobre entrega de mais 177 helicópteros CH-47 Chinook, além de opções para até 38 unidades do modelo. 5/05/2001. REUTERS/NASA/Dryden Flight Research Center/Handout