AIRSHOW- Mitsubishi mira metade do mercado de jatos entre 70 e 90 assentos

terça-feira, 18 de junho de 2013 15:01 BRT
 

Por Siva Govindasamy

PARIS, 18 Jun (Reuters) - A Mitsubishi Aircraft acredita que seu jato regional MRJ tem espaço no mercado de 70 a 90 lugares apesar do lançamento do modelo melhorado da concorrente Embraer e de desafios em decolar o avião até o final do ano, disse seu presidente.

A companhia japonesa, que lançou o MRJ em março de 2008, atrasou seu voo inaugural em cerca de um ano para o final de 2013 após encontrar obstáculos em seu desenvolvimento.

Teruaki Kawai, presidente e diretor operacional da Mitsubishi Aircraft, disse à Reuters que a companhia vai começar a montagem final até o outono (no hemisfério Norte) e pretende manter a data do voo.

"Nós não produzimos novos aviões civis há muito tempo, e é um grande desafio para nós", disse ele na Paris Airshow nesta terça-feira.

A Mitsubishi tem garantidos 165 pedidos firmes do MRJ desde o seu lançamento da All Nippon Airways e das empresas aéreas regionais dos Estados Unidos Trans States Holdings e SkyWest, com opções para mais 160 jatos.

A Embraer, no entanto, lançou variações maiores e mais eficientes de seus E-Jets na segunda-feira com o total de pedidos firmes e compromissos para até 365 aviões. Estes incluíram 100 pedidos firmes da SkyWest.

A empresa previu um mercado potencial de 5 mil jatos no segmento ao longo dos próximos 20 anos, e Kawai acredita que Mitsubishi e Embraer provavelmente vão dividi-lo igualmente.