Nível do mar pode subir 2,3 metros para cada grau de aquecimento, diz estudo

segunda-feira, 15 de julho de 2013 13:26 BRT
 

Por Erik Kirschbaum

BERLIM, 15 Jul (Reuters) - O nível do mar poderá subir aproximadamente 2,3 metros a cada grau centígrado de aumento da temperatura do planeta e permanecerá elevado por séculos, de acordo com um novo estudo realizado por um destacado instituto de pesquisas sobre o clima, divulgado nesta segunda-feira.

Anders Levermann disse que seu estudo para o Instituto Potsdam de Pesquisa sobre Impacto no Clima é o primeiro a examinar evidências da história do clima e combiná-las com simulações de computador de fatores que contribuem para a elevação do nível do mar a longo prazo: a expansão termal de oceanos, o derretimento de geleiras nas montanhas e o derretimento de camadas de gelo na Groenlândia e Antártida.

Cientistas afirmam que o aquecimento global é responsável pelo derretimento do gelo. O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, ligado à ONU) diz que gases do efeito estufa provenientes da queima de combustíveis fósseis estão empurrando as temperaturas para cima.

Um pequeno número de cientistas não considera que o aquecimento global seja resultado da interferência humana, pois argumentam que essa mudança decorre de flutuações naturais no clima do planeta.

"Estamos confiantes que nossa estimativa seja sólida por causa da combinação da física com as informações que usamos", disse Levermann à Reuters. "Achamos que estabelecemos pontos de referência sobre quanto o nível do mar vai subir com os aumentos de temperatura."

O nível do mar subiu cerca de 17 centímetros no século passado e o ritmo tem acelerado em mais de 3 milímetros por ano, segundo o IPCC. Um terço da atual elevação provém da Antártida e da Groenlândia.

Cerca de 200 governos concordaram em limitar o aquecimento global para menos de 2 graus centígrados acima da era pré-industrial e planejam entrar em acordo, até o fim de 2015, sobre um tratado para conter emissões de gases.

A temperatura média da superfície do planeta subiu cerca de 0,8 grau centígrado desde a Revolução Industrial e o IPCC afirma que as temperaturas provavelmente vão ficar de 0,4 a 1 grau centígrado mais altas de 2016 a 2035, em comparação com as décadas de 1985 a 2005.

"Antes havia alguma incerteza e as pessoas não sabiam quanto (seria o aquecimento)", comentou Levermann. "Agora, nós estamos dizendo, considerando tudo o que sabemos, que temos uma sólida estimativa de 2,3 metros de elevação do mar para cada grau de aquecimento."

Alguns estudos específicos projetaram a elevação do nível do mar para cerca de 2 metros até 2100, uma cifra que resultaria no alagamento de amplas porções de terra, em lugares como Bangladesh e o Estado americano da Flórida, por exemplo.