Ibope confirma queda de Dilma e mostra empate num 2º turno com Marina

quinta-feira, 18 de julho de 2013 21:54 BRT
 

SÃO PAULO, 18 Jul (Reuters) - Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira confirmou forte queda nas intenções de voto na presidente Dilma Rousseff nas eleições do próximo ano e, pela primeira vez, mostrou a presidente empatada tecnicamente em um eventual segundo turno contra a ex-senadora Marina Silva (sem partido).

A intenção de voto na presidente Dilma para a disputa presidencial do ano que vem despencou 28 pontos desde março, de acordo pesquisa Ibope feita para o jornal O Estado de S. Paulo e divulgada no site do jornal.

Dilma aparece com 30 por cento da preferência do eleitorado, ante 58 por cento em março, em um cenário de disputa com a ex-senadora Marina Silva, que busca fundar um novo partido, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

Outras pesquisas de opinião já haviam mostrado forte queda na popularidade e nas intenções de voto de Dilma após as manifestações de junho, mas nas simulações de segundo turno, a presidente aparecia com vantagem em relação aos demais candidatos.

Marina foi a que mais se beneficiou da queda da presidente, subindo 10 pontos percentuais, para 22 por cento das intenções de voto. Aécio aparece com 13 por cento, contra 9 por cento em março, e Campos soma 5 por cento, ante 3 por cento.

O percentual de entrevistados que afirmou que anularia o voto ou votaria em branco dobrou entre os dois levantamentos, para 18 por cento.

Desde a onda de manifestações apartidárias e convocadas pelas redes sociais que chegou a levar mais de 1 milhão de pessoas às ruas de todo o país em junho, tanto a aprovação ao governo Dilma quanto sua popularidade pessoal têm caído nas pesquisas.

O Ibope também pesquisou cenários de um eventual segundo turno. Na simulação de um segundo turno entre Dilma e Marina, a pesquisa Ibope mostra Dilma com 35 por cento e Marina com 34 por cento.

Em um segundo turno contra Aécio, Dilma aparece com vantagem de 12 pontos percentuais, com 38 por cento a 26 por cento. A presidente também aparece à frente na simulação com Campos: 39 por cento a 19 por cento.   Continuação...

 
A presidente Dilma Rousseff participa do lançamento do Programa Inova Empresa, em Brasília, em março. 14/03/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino