EADS irá se reorganizar e pode mudar nome para Airbus

sexta-feira, 19 de julho de 2013 08:17 BRT
 

PARIS/BERLIM, 19 Jul (Reuters) - A EADS, controladora da Airbus, deve reorganizar algumas unidades de negócios como parte de uma estratégia de revisão que também pode resultar na mudança do nome do grupo aeroespacial europeu para Airbus, disseram pessoas familiarizadas com o assunto na quinta-feira.

As mudanças têm o objetivo de proporcionar uma maior disciplina e coesão para diferentes atividades de defesa, mas a EADS deverá abandonar a meta de longo prazo de equilibrar a receita de defesa e comercial após o fracasso das negociações de fusão com a BAE Systems no ano passado.

A reestruturação, que será discutida pelo Conselho no final de julho, vai tentar equilibrar o entusiasmo dos investidores pela receita de aviões da Airbus com o recuo em defesa, mas é provável encontrar um tom pragmático enquanto a Europa permanece mergulhada na incerteza da crise da dívida.

"Haverá alguns grandes anúncios, mas não necessariamente muito da estratégia nessa revisão. É algo mais sobre o que fazer com a estrutura e a lucratividade", disse uma fonte próxima ao processo.

Entre as opções sendo consideradas está a maior sobreposição entre as atividades de defesa e espaciais do grupo, disseram várias fontes.

O presidente-executivo da empresa, Tom Enders, enfrenta uma tarefa delicada de mudar e definir as atividades de defesa, sem criar distúrbios para as atividades comerciais que têm o apoio dos investidores.

A empresa tem revivido propostas para mudar o nome EADS -depois de 13 anos de ter sido criada como European Aeronautic Defence and Space após uma fusão de ativos franceses, alemães e espanhóis.

Enders há muito apoia a mudança do nome para Airbus e parece ter o apoio do presidente-executivo da Airbus, Fabrice Bregier, disseram as fontes.

(Por TIm Hepher e Sabine Siebold)