Porta-aviões dos EUA é deslocado para o Mar Vermelho

segunda-feira, 2 de setembro de 2013 11:53 BRT
 

WASHINGTON, 2 Set (Reuters) - O porta-aviões USS Nimitz e quatro outros navios que fazem parte de sua mesma frota foram deslocados para o Mar Vermelho nesta segunda-feira, disseram autoridades de defesa dos EUA, no que descreveram como um "plano prudencial" caso os navios sejam necessários em uma ação militar contra a Síria.

As autoridades disseram que o Nimitz entrou no Mar Vermelho por volta das 7h (horário de Brasília), mas o grupo de ataque não havia recebido nenhuma ordem para entrar no Mediterrâneo, onde cinco destróiers e um navio anfíbio continuam a postos para um eventual ataque com mísseis contra a Síria.

Deslocar o Nimitz para o Mar Vermelho tem o objetivo de colocar mais ativos dos EUA em posição caso sejam necessários em apoio ao que oficiais norte-americanos ainda descrevem como um limitado ataque contra a Síria, após o país do Oriente Médio haver usado armas químicas contra civis.

O porta-aviões movido a energia nuclear Nimitz é acompanhado pelo Princeton, um cruzador, e três destróiers -William P. Lawrance, Stockdale e Shoup, de acordo com os oficiais.

Eles disseram que não houve mudança no que se refere aos seis navios da Marinha dos EUA agora posicionados na região leste do Mediterrâneo, mas estrategistas militares reavaliam a situação diante de um atraso em ataques com mísseis de longo alcance que eram esperados para o último fim de semana.

(Reportagem de Andrea Shalal-Esa)