8 de Setembro de 2013 / às 16:38 / 4 anos atrás

Copa no Brasil motiva Lampard a chegar a 100 jogos pela Inglaterra

Frank Lampard, jogador de futebol briânico, em coletiva de imprensa na cidade de Watford, Inglaterra. 08/09/2013Eddie Keogh

LONDRES, 8 Set (Reuters) - O meia Frank Lampard disse que terminar sua carreira internacional no Brasil foi uma grande recompensa que o motivou a continuar defendendo a seleção inglesa. Ele vai chegar a 100 jogos em uma partida que a Inglaterra não pode perder.

A Inglaterra enfrenta a Ucrânia, em Kiev, na próxima terça-feira, com um ponto de vantagem na liderança do Grupo H, mas uma derrota deixaria as esperanças de classificação direta para a Copa do Mundo do ano que vem por um fio.

O jogador do Chelsea, de 35 anos, deve começar atuando ao lado de Steven Gerrard e Jack Wilshere no meio-campo, o que o transformaria no oitavo jogador a chegar a 100 partidas pela Inglaterra.

Lampard, que começou sua carreira na seleção contra a Bélgica, em 1999, disse que essa marca seria algo a se comemorar.

"Eu ficaria muito orgulhoso de jogar, mas não seria bom chegar a 100 jogos e conseguir o resultado errado", afirmou.

"Estamos conscientes que esse jogo será vital. Se vencermos, a vaga fica em nossas mãos, mas ainda temos dois jogos difíceis pela frente".

Quando Lampard não foi à Eurocopa de 2012 por causa de uma lesão e perdeu espaço no Chelsea, parecia que sua carreira internacional estava incerta.

Ele foi titular contra a Moldávia, na última sexta-feira, no entanto, e participou da jogada do primeiro gol, marcado por Gerrard.

"Eu sei que não vou jogar para sempre", disse o maior artilheiro da história do Chelsea, que marcou 29 vezes pela Inglaterra.

"Mas a Copa do Brasil, uma enorme nação do futebol, que todos querem disputar, eu adoraria fazer parte disso. É simples assim".

Lampard não deve receber a braçadeira de capitão nessa partida, mas será um dos três centenários da equipe, ao lado de Gerrard e Ashley Cole, com 104 partidas cada um.

Sua parceria no meio-campo com Gerrard nem sempre foi tão natural. Os críticos diziam que os dois não jogavam bem juntos, mas Lampard acredita que a Inglaterra agora tem uma formação ideal.

"Eu sempre gostei de jogar com Steven", disse Lampard. "Podemos falar das qualidades dele o dia inteiro, mas tivemos uma boa jogada juntos no outro dia. Steven pode começar um pouco à frente, podemos trocar ao longo do jogo, e Jack Wilshere é um jogador de nível mundial".

"Foi uma honra jogar com eles na sexta-feira, mas nesta terça será muito mais difícil".

A Ucrânia começou devagar sua campanha nas eliminatórias, mas uma vitória por 4 a 0 sobre Montenegro e uma goleada por 9 a 0 contra San Marino a colocam respirando no pescoço da Inglaterra na batalha pela liderança do grupo.

"Eu fiquei impressionado com eles. Eu acho que começaram mal, mas contra nós jogaram com muito talento, habilidade técnica e muito ritmo", disse Lampard.

"Não estávamos no nosso melhor (no empate por 1 a 1 em Wembley) naquela noite, mas não perdemos, e isso é bom quando não estamos no nosso melhor. Temos que ir lá sabendo que eles são um bom time, mas precisamos acreditar nas nossas habilidades".

Por Martyn Herman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below