Governo garante sucesso de Libra mesmo com número menor de empresas

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 19:59 BRT
 

Por Sabrina Lorenzi e Leonardo Goy

RIO DE JANEIRO/BRASÍLIA, 20 Set (Reuters) - O sucesso do leilão da reserva de petróleo de Libra está garantido pelas poucas mas grandes petroleiras que pagaram taxa de participação, afirmaram nesta sexta-feira autoridades do governo brasileiro, em opinião compartilhada por alguns especialistas do setor privado.

A primeira rodada do pré-sal deverá render lances elevados mesmo diante do número abaixo do esperado de empresas dispostas a participar, disseram à Reuters a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard, e representantes do setor consultados pela Reuters.

A participação de empresas do setor de petróleo que estão entre as maiores do mundo na licitação marcada para outubro indica que o leilão terá sucesso, disse também o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a jornalistas.

"A ausência de algumas grandes petroleiras gerou interpretações equivocadas... O governo está plenamente convencido do sucesso que ocorrerá no leilão", afirmou Lobão.

A conferência de imprensa foi convocada após o anúncio, na véspera, de que 11 empresas pagaram a taxa para participar do leilão, ou cerca de um quarto das companhias esperadas inicialmente para o certame pela diretora-geral da ANP.

Ficaram de fora do leilão companhias como a norte-americana Exxon Mobil, a maior empresa listada do mundo, e outras gigantes do setor, como a Chevron e as britânicas BP e BG, segundo lista anunciada pela ANP, que mostrou predominância de empresas asiáticas, sedentas para assegurar reservas para o futuro.

A lista das 11 empresas que pagaram para participar do leilão de Libra é formada pelas asiáticas Mitsui, ONGC, Petronas, CNOOC e CNPC, além de Ecopetrol, Petrogal (da portuguesa Galp e da chinesa Sinopec), Petrobras, Repsol Sinopec Brasil, Shell e Total.

CONSÓRCIOS   Continuação...