Em reunião com Marina e aliados, Campos diz que é preciso evitar "cascas de banana"

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 17:03 BRT
 

BRASÍLIA, 16 de Out (Reuters) - Preocupado com a reação dos adversários à aliança com a ex-senadora Marina Silva, o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, pediu nesta quarta-feira a aliados que evitem as "cascas de banana" que surgirão pelo caminho.

"Ele (Campos) disse que nós precisamos tomar cuidado com as cascas de banana que estão surgindo no nosso caminho... como a questão de quem será o candidato do PSB à Presidência", afirmou o líder do PSB no Senado, Rodrigo Rolemberg (DF), depois da reunião do Diretório Nacional do partido em Brasília.

Campos e Marina se aliaram depois que a ex-senadora viu naufragar o registro do seu partido, o Rede Sustentabilidade, mas o nome que vai liderar a chapa ainda não foi anunciado oficialmente. O governador tem afirmado que a decisão sobre quem será o candidato do partido à Presidência em 2014 ficará para o ano que vem.

Marina, que tem um desempenho melhor do que o provável candidato socialista na pesquisas, participou de parte da reunião e, segundo relato de parlamentares, voltou a fazer críticas ao atual governo.

Apesar de também ter feito algumas críticas ao governo durante a reunião, Campos afirmou a jornalistas que não pretende transformar o debate eleitoral num "ringue" de luta.

"Se depender de nós, nós não vamos fazer do debate sobre o Brasil um ringue... Não é esse nem o jeito de Marina fazer política e nem o meu jeito de fazer política. Nós queremos discutir as ideais", afirmou o governador pernambucano ao sair da reunião.

Nos últimos dias, a presidente Dilma Rousseff e Marina têm trocado farpas. Na segunda-feira, durante uma entrevista a rádios de Minas Gerais, a petista aconselhou os eventuais adversários a "estudar muito" para concorrer à Presidência.

Horas depois, a ex-senadora e ministra do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu e disse que "difíceis são aqueles que acham que já não têm mais o que aprender e só conseguem ensinar".

Na terça-feira, a presidente usou o Twitter para responder e disse não acreditar "naqueles soberbos que julgam que nascem sabendo ou que já aprenderam tudo".   Continuação...