EUA aderem a processo contra firma que aprovou Snowden

quarta-feira, 30 de outubro de 2013 18:57 BRST
 

WASHINGTON, 30 Out (Reuters) - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse na quarta-feira que aderiu a um processo judicial contra a empresa United States Investigations Services, que avaliou a ficha de Edward Snowden, responsável por vazar documentos sigilosos sobre os serviços norte-americanos de espionagem.

O processo não tem relação com a contratação de Snowden para trabalhar como técnico terceirizado na Agência de Segurança Nacional. O autor da ação, ex-empregado da firma, alega que a USIS deixou de realizar revisões do seu controle de qualidade na apuração de antecedentes de candidatos a empregos ligados ao governo.

A mesma firma também deu aval à contratação de Aaron Alexis, um trabalhador terceirizado que matou 12 pessoas no mês passado num estaleiro da Marinha.

A empresa foi contratada em 1996 para avaliar candidatos a empregos em órgãos federais, mas desde 2008 usava um software que liberava investigações ainda incompletas, o que permitia à USIS cumprir suas metas de faturamento.

Blake Percival, ex-empregado da empresa, iniciou o processo com base na Lei de Falsas Alegações, que garante benefícios a denunciantes de fraudes contra o governo.

Uma porta-voz da USIS disse que a empresa estava cooperando com a investigação do governo, substituiu a sua liderança e melhorou seus controles desde que ouviu pela primeira vez as acusações, no ano passado.

(Reportagem de Aruna Viswanatha)