Avaliação do governo Dilma fica praticamente estável, diz CNT/MDA

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 11:36 BRST
 

BRASÍLIA, 7 Nov (Reuters) - A avaliação do governo Dilma Rousseff ficou praticamente estável em novembro, mostrou pesquisa CNT/MDA divulgada nesta quinta-feira.

Segundo o levantamento do instituto MDA encomendado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a avaliação positiva do governo passou para 39,0 por cento, ante 38,1 por cento em setembro.

A avaliação negativa passou para 22,7 por cento, ante 21,9 por cento. Para 37,7 por cento do entrevistados, a avaliação foi regular, ante 39,7 por cento do levantamento anterior. Todas as variações estão dentro da margem de erro da pesquisa, de 2,2 pontos percentuais.

Também na avaliação do desempenho pessoal da presidente houve pouca mudança desde setembro. Agora 58,8 por cento aprovam, contra 58,0 por cento na última sondagem. Enquanto isso, 38,9 por cento desaprovam agora, ante 40,5 por cento em setembro.

A pesquisa mostrou ainda que 53,7 por cento estão muito preocupados com a inflação. Nesta manhã, o IBGE informou que o índice oficial da inflação, o IPCA, subiu 0,57 por cento em outubro, depois de uma alta de 0,35 por cento em setembro.

DISPUTA ELEITORAL

De acordo com a pesquisa, Dilma lidera com folga a corrida presidencial de 2014. Sem a ex-senadora Marina Silva como candidata do PSB, a presidente tem 43,5 por cento das intenções de voto, contra 19,3 por cento do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e 9,5 por cento do governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos.

No cenário em que Marina aparece como candidata do PSB, Dilma tem 40,6 por cento das intenções de voto, contra 22,6 por cento de Marina e 16,5 por cento de Aécio.

Foram entrevistadas 2.005 pessoas entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro, em 135 municípios de 21 unidades da Federação.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

 
Presidente Dilma Rousseff cumprimenta médicos após cerimônia em que sancionou a lei sobre o programa Mais Médicos, no Palácio do Planalto, em Brasília. A avaliação do governo Dilma Rousseff ficou praticamente estável em novembro, mostrou pesquisa CNT/MDA divulgada nesta quinta-feira. 22/10/2013. REUTERS/Ueslei Marcelino