Venda de veículos no Brasil cai em novembro, segue abaixo de meta

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013 16:16 BRST
 

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO, 2 Dez (Reuters) - As vendas de veículos novos no Brasil em novembro até sexta-feira recuaram na comparação com o mesmo período de outubro, ficando abaixo do desempenho necessário para ajudar a confirmar previsões revisadas do setor para este ano.

Diante de um período menor de licenciamentos e apesar de campanhas promocionais promovidas pelo setor durante o mês passado, as vendas de veículos novos em novembro até sexta-feira caíram 8,25 por cento sobre o mesmo período de outubro, segundo dados preliminares fornecidos por uma fonte do setor à Reuters nesta segunda-feira.

Segundo o analista do setor automotivo da consultoria Tendências, Rodrigo Baggi, o desempenho das vendas de novembro contribui para a expectativa de que 2013 marcará a primeira queda anual nas vendas de veículos desde 2003.

"O resultado para o mês é decepcionante (...) Mas o panorama não é catastrófico, as vendas seguem em patamar elevado depois do mercado crescer nos últimos 10 anos", disse Baggi.

"Olhando só para o segmento de leves, as vendas estão andando de lado há cerca de 3 ou 4 meses, o que mostra um esgotamento dos efeitos dos benefícios tributários no preço final do produto", disse ele, acrescentando ainda como fatores um avanço da renda real sendo corroído por inflação persistente e recuperação lenta na oferta de crédito pelos bancos.

As vendas em novembro até sexta-feira, dia 29, somaram 302,97 mil veículos, o que corresponde a uma média diária de 15.148 unidades, considerando 20 dias úteis no período.

Porém, como os principais mercados do país --São Paulo e Rio de Janeiro-- tiveram um dia útil a menos, devido ao feriado da Consciência Negra em 20 de novembro, a média por dia útil seria um pouco maior, de 15.945 unidades, próxima do pico de 15,9 mil atingida em junho.

Do total vendido até sexta em novembro, 218,3 mil foram automóveis, 70,3 mil comerciais leves, 11,5 mil caminhões e 2,9 mil ônibus, disse a fonte, que pediu para não ser identificada. Na comparação com o mesmo período de novembro do ano passado, as vendas subiram 3,2 por cento.   Continuação...