Submarino japonês da 2ª Guerra é encontrado na costa do Havaí

terça-feira, 3 de dezembro de 2013 10:04 BRST
 

Por Suzanne Roig

HONOLULU, 3 Dez (Reuters) - Cientistas que vasculham o leito do oceano Pacífico nos arredores do Havaí descobriram um submarino japonês da Segunda Guerra Mundial, considerado uma maravilha tecnológica que estava se preparando para atacar o Canal do Panamá quando foi abatido por forças dos EUA.

A embarcação de 400 pés (122 metros) da classe "Sen-Toku", um dos maiores submarinos pré-nucleares a serem fabricados, foi achado em agosto a sudoeste da ilha de Oahu, segundo cientistas da Universidade do Havaí em Manoa. O submarino estava desaparecido desde 1946.

O I-400 e seu "gêmeo" I-401, achado na mesma região em 2005, eram capaz de dar uma volta e meia em torno do planeta sem reabastecer, e era capaz de abrigar três bombardeiros de asas retráteis, que poderiam decolar minutos após a emersão do submarino, segundo os cientistas.

O submarino foi achado por acaso no leito marinho rochoso a cerca de 700 metros de profundidade. Durante muito tempo, acreditava-se que ele estivesse mais distante da costa.

"Topamos com isso quando estávamos procurando outros alvos... É como ver um tubarão em repouso", disse Jim Delgado, pesquisador a bordo da embarcação submersível Pisces 5, que viajou até o local do naufrágio.

Segundo o arqueólogo, que trabalha para a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA), o submarino foi torpedeado, ficou muito danificado e caiu quase de bico.

Na época do ataque norte-americano ao submarino, os EUA disseram não ter informações precisas sobre o local, numa aparente tentativa de impedir que a tecnologia caísse nas mãos da União Soviética, que exigia a devolução das embarcações para o Japão.

A descoberta do I-400 foi anunciada na segunda-feira, depois de a NOAA repassar suas conclusões para o Departamento de Estado dos EUA e para autoridades japonesas, segundo os pesquisadores.