GM deve cortar produção na Coreia em quase 20% em 2015--IHS

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 08:43 BRST
 

SEUL, 5 Dez (Reuters) - A General Motors provavelmente vai cortar a produção de carros na Coreia do Sul em quase 20 por cento em 2015 ante o nível deste ano, afirmou nesta quinta-feira a consultoria automotiva IHS.

A montadora norte-americana tem manifestado preocupações sobre aumento de custos salariais, relações trabalhistas e tensão geopolítica com a Coreia do Norte, ajudando a elevar especulações de que poderia transferir operações que representam atualmente 20 por cento de sua produção no mundo.

Em agosto, três fontes próximas do assunto afirmaram à Reuters que a transferência já tinha começado.

As fábricas da GM na Coreia do Sul poderão produzir 650 mil veículos em 2015 ante 800 mil este ano, segundo a consultoria IHS.

A consultoria espera que a GM transfira uma grande porção da produção do utilitário esportivo Mokka para a Espanha no começo do próximo ano e interrompa a produção do compacto Gentra e dos comerciais leves Damas e Labo na Coreia até o final do ano.

"A redução no volume de produção da GM na Coreia é considerada como inevitável", disse o analista Ian Park, da IHS.

A produção deve cair ainda mais depois de 2015 porque a GM afirmou que vai produzir a próxima versão do Cruze e talvez o compacto Aveo em outra região, disse Park.

Representantes da GM na Coreia não comentaram o assunto.

A expectativa da IHS foi divulgada no mesmo dia em que a GM informou que vai abandonar a marca Chevrolet na Europa.

A GM Coreia produz a maior parte dos carros Chevrolet vendidos na Europa.

(Por Hyunjoo Jin)