ANÁLISE-PSDB ainda precisa expor Aécio e melhorar comunicação em 2014

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 16:23 BRST
 

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO, 9 Dez (Reuters) - Historicamente principal antagonista do PT, o PSDB entrará em 2014 com os desafios de tornar seu provável candidato à Presidência, o senador mineiro Aécio Neves, mais conhecido e melhorar sua comunicação para atingir uma parcela maior do eleitorado.

Ao término de um ano em que viram os índices de popularidade da presidente Dilma Rousseff despencarem em meio a protestos de junho sem conseguirem aproveitar o momento para ganhar terreno, os tucanos se apegam ao desejo de mudança apontado pelas últimas pesquisas para voltar a governar o país em 2015.

"A oposição deixou passar essa janela de oportunidade e vai precisar trabalhar muito em 2014", disse o analista político Rafael Cortez, da Tendências Consultoria Integrada, referindo-se à perda de popularidade do governo petista em meio aos protestos.

"Exagerando um pouco, o que ocorreu foi: o governo perdeu apoio político, e a oposição não ganhou."

O balanço do desempenho tucano no ano é misto. Se por um lado não conseguiu capitalizar na perda de popularidade de Dilma, por outro, a chegada de Aécio à presidência da legenda o fortaleceu como principal nome para disputar 2014, saindo um pouco da sombra do ex-governador de São Paulo José Serra.

"Nesse ano, nós conseguimos unificar o partido e temos um candidato competitivo, que não é mais secreto e tem um longo caminho pra percorrer", disse à Reuters o deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE), antecessor de Aécio no comando do PSDB.

No entanto, apesar de Aécio ter consolidado sua posição como provável candidato tucano à Presidência, essa vitória é apontada como "parcial" por analista, já que Serra, eterno postulante à candidatura tucana ao Planalto, ainda sinaliza interesse em ser candidato e, como definiram alguns tucanos, deve seguir insistindo em dividir espaço com o mineiro.

Outro fator que tem animado os tucanos e tomado conta de seus discursos é o sentimento de mudança apontado por pesquisas eleitorais recentes.   Continuação...