Autoridade da China diz ter provas "substanciais" contra Qualcomm--mídia

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 11:50 BRST
 

PEQUIM, 12 Dez (Reuters) - A principal agência de planejamento econômico da China tem "provas substanciais" contra a fabricante de chips Qualcomm Inc em uma investigação antitruste, segundo citações da mídia estatal nesta quinta-feira de uma autoridade sênior da reguladora de preços.

O jornal oficial em língua inglesa China Daily atribuiu o comentário a Xu Kunlin, chefe do departamento que combate a fixação de preços da Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional da China (NDRC, na sigla em inglês), no primeiro comentário público da agência sobre o caso.

A reportagem não deu maiores detalhes.

Um representante de relações públicas da Qualcomm baseado na China disse que a empresa não comentaria. A Qualcomm, maior fabricante do mundo de chips para celulares, disse em novembro que cooperará com a NDRC em uma investigação antitruste, embora desconheça qualquer violação de leis anti-monopólio.

Xu também teria dito que a agência acrescentaria ao menos 170 pessoas às equipes responsáveis pela fiscalização de fixação de preços conforme redobra os esforços para conter comportamentos anti-competitivos em grandes setores, incluindo a indústria automotiva.

Reguladores disseram que vão focar em seis setores: aeroespacial, químicos, automóveis, telecomunicações, produtos farmacêuticos e eletrodomésticos.

(Por Michael Martina e Matthew Miller)