Seis soldados do Chade são mortos na República Centro-Africana

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 14:19 BRST
 

Por Paul-Marin Ngoupana

BANGUI, 26 Dez (Reuters) - Seis soldados chadianos de uma força de paz foram mortos por milícias na capital da República Centro-Africana durante horas de combates esporádicos nesta quarta-feira, disse um porta-voz da missão de paz da União Africana.

Os soldados foram atacados por milícias anti-balaka na região de Gabongo, em Bangui, perto do aeroporto, afirmou o porta-voz Eloi Yao à Reuters.

Cinco deles morreram de forma imediata na quarta-feira durante os combates em Bangui, que já deixaram centenas de desabrigados. Os conflitos perderam intensidade nesta quinta-feira, à medida que soldados franceses se posicionaram nas principais rotas perto do aeroporto e em regiões problemáticas. Mesmo assim, ainda há relatos de tiros esporádicos.

"O número de soldados do Chade mortos aumentou para seis, porque um soldado morreu por causa dos ferimentos nesta manhã", declarou Yao.

Um jornalista da Reuters viu três corpos de civis nas ruas de uma vizinhança no norte depois dos combates de quarta-feira.

Os anti-balaka são uma milícia composta em sua maioria por cristãos, que pegaram em armas contra os rebeldes muçulmanos que tomaram o poder em março e iniciaram uma onda de saques, estupros e massacres. Balaka significa facão.

Os anti-balaka acusam as forças do Chade de apoiar os rebeldes, algo que o país nega.

As Nações Unidas planejam uma possível missão de paz da organização para a República Centro-Africana.

(Reportagem adicional por Marine Pennetier)

 
Um soldado francês olha enquanto soldados da Força Multinacional da África Central (FOMAC, na sigla em inglês) passam por Bangui. Seis soldados chadianos de uma força de paz foram mortos por milícias na capital da República Centro-Africana durante horas de combates esporádicos nesta quarta-feira, disse um porta-voz da missão de paz da União Africana. 26/12/2013 REUTERS/Andreea Campeanu