Choques de cristãos e muçulmanos deixam 4 mortos na capital da República Centro-Africana

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013 20:38 BRST
 

BANGUI, 30 Dez (Reuters) - Disparos de armas pesadas eram ouvidos nesta segunda-feira na capital da República Centro-Africana, Bangui, durante confrontos entre grupos de cristãos e muçulmanos, e a Cruz Vermelha disse que pelo menos quatro pessoas foram mortas.

Tropas africanas e francesas enfrentam dificuldades para conter a violência entre rebeldes do grupo muçulmano Seleka e milícias cristãs, a qual já matou mil pessoas neste mês e levou centenas de milhares a abandonar suas casas.

"Houve disparos de armas pesadas no norte de Bangui durante algumas horas e vários bairros foram afetados", disse à Reuters a diretora do escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) para Coordenação de Assuntos Humanitários em Bangui, Amy Martin.

Um repórter da Reuters na capital informou que houve explosões de artilharia e de granadas de morteiro, mas os estrondos pararam no fim da manhã.

A violência se intensificou no começo de dezembro, depois que milícias cristãs lançaram ataques de represália contra rebeldes do Seleka, o que causou o temor de irrupção de um conflito generalizado no país.

O número de pessoas deslocadas internamente subiu para mais de 800.000 por causa da crescente violência, das quais mais de 100.000 estão abrigadas em acampamentos improvisados no aeroporto de Bangui.

(Reportagem de Paul-Marin Ngoupana)