Violência entre cristãos e muçulmanos mata 3 na República Centro-Africana

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014 16:27 BRST
 

BANGUI, 1 Jan (Reuters) - Conflitos entre muçulmanos e cristãos na capital da República Centro-Africana mataram três pessoas nesta quarta-feira, depois que moradores nervosos atiraram granadas e atearam fogo a moradias, disseram testemunhas.

Tropas francesas e africanas enviadas ao país têm tido dificuldade para conter a violência de "olho por olho e dente por dente" entre rebeldes muçulmanos Seleka, que tomaram o poder em março, e milícias cristãs, em conflitos que mataram mais de 1.000 pessoas em dezembro.

Moradores da capital, Bangui, disseram que forças Seleka vestindo roupas de civis atiraram granadas em casas cristãs em um distrito no norte da cidade, incendiando-as. Então, jovens cristãos iniciaram ataques de retaliação, queimando casas próximas de muçulmanos.

"Os muçulmanos vieram e atearam fogo nas moradias... Todo mundo foi afetado", disse Aristide Yenga, morador da vizinhança de Ngou Simon no norte da capital.

O corpo de um militante Seleka que tivera a mão esquerda cortada, com nenhum sinal do membro à vista, jazia no meio de uma grande avenida após os ataques, disse uma testemunha da Reuters. Um morador da vizinhança que pediu para não ser identificado disse que outros dois muçulmanos foram mortos no local durante a noite.

(Por Serge Leger Kokpakpa e Paul-Marin Ngoupana)