"Trapaça" e "O Lobo de Wall Street" são indicados para prêmio de sindicato nos EUA

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014 20:10 BRST
 

LOS ANGELES, 3 Jan (Reuters) - Roteiros de dois filmes que tratam de corrupção e ganância nos Estados Unidos -- "Trapaça" e "O Lobo de Wall Street" -- estão entre os indicados nesta sexta-feira para o prêmio do Sindicato dos Roteiristas, um importante sinalizador para a principal honraria da indústria do cinema, o Oscar.

Entre os ausentes notáveis para melhor roteiro adaptado está "12 Anos de Escravidão", filme baseado nas memórias de um negro livre sequestrado e vendido como escravo antes da Guerra Civil Americana. O filme, do diretor britânico Steve McQueen, é tido como um dos favoritos ao Oscar de melhor filme.

Também nesta categoria, o Sindicato indicou o roteiro de "O Lobo de Wall Street", de Martin Scorsese, que relata a história do corretor fraudulento Jordan Belfort, nos anos 1990. O filme causou controvérsia pelo retrato chocante de drogas e sexo.

Completando a lista da categoria estão: "Álbum de Família", uma narrativa sobre uma família desajustada adaptada da peça premiada de Tracy Letts; "Antes da Meia-Noite", o terceiro de Richard Linklater sobre a trajetória de um casal; "Capitão Phillips", a história real de um ataque de piratas contra um cargueiro norte-americano na costa da Somália; e "O Grande Herói", que trata da relação de companheirismo na unidade Seals, da Marinha dos EUA, no Afeganistão.

Na categoria de melhor roteiro original, "Trapaça", de David O. Russell, sobre um trapaceiro nos anos 1970, tem ao lado "Blue Jamine", relato sobre uma mulher que perde a fortuna, de Woody Allen, a história de uma improvável ativista em defesa de tratamento contra a Aids em "Clube de Compras Dallas", a história de amor virtual "Ela" e um olhar triste para a vida em "Nebraska".

O prêmio do Sindicato dos Escritores será entregue simultaneamente em cerimônias em Los Angeles e Nova York em 1 de fevereiro, antes da festa do Oscar, que será em 2 de março.