Frio congelante se espalha pelos EUA e prejudica comércio e viagens

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014 21:18 BRST
 

Por Nick Carey e Kim Palmer

CHICAGO/CLEVELAND, Estados Unidos, 6 Jan (Reuters) - Uma rajada de frio ártico tomou conta da vasta região central dos Estados Unidos nesta segunda-feira, com as temperaturas mais baixas em duas décadas pondo vidas em risco e forçando o fechamento do comércio e das escolas e o cancelamento de milhares de voos.

Os abrigos para os sem-teto estão superlotados e a produção de petróleo poderá ficar paralisada já que o frio intenso, descrito por alguns meteorologistas como "um turbilhão polar" e apelidado pela mídia de "porco polar", levou as temperaturas a caírem abaixo de 18 graus centígrados.

As temperaturas estavam em média entre 11 e 22 graus abaixo da média em partes dos Estados de Montana, Dakota do Sul e do Norte, Minnesota, Iowa, Wisconsin, Michigan e Nebraska, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.

O ar do Ártico seguia em direção à Costa Leste, onde as temperaturas deverão cair durante esta segunda-feira e chegar a perto de 18 graus negativos na terça-feira. Os Estados do sul do país deverão ter as temperaturas mais frias dos últimos anos.

"Temperaturas frias e ventos tempestuosos associados com uma massa de ar do Ártico vão continuar a provocar perigosos ventos gelados até a cidade de Brownsville, no Texas e a área central da Flórida (ambos no sul)", assinalou o serviço meteorológico.

O frio ameaça prejudicar a produção de petróleo, especialmente na Dakota do Norte, o que poderia provocar um aumento no preço dos combustíveis, disseram analistas. O clima também paralisou os embarques de grãos e gado e representa uma ameaça à safra dormente de trigo de inverno.

Em Cleveland, no Estado do Ohio, onde a temperatura era de menos 14 graus e a previsão é de que chegue a menos 22 graus à noite, os abrigos para sem-teto estão lotados. Os administradores dos albergues começaram a abrir acomodações extras para atender a mais de 2.000 pessoas em busca de aquecimento.

O Serviço Meteorológico Nacional emitiu alertas de riscos à vida por causa de ventos gelados no oeste e centro da Dakota do Norte, onde as temperaturas chegam a 51 graus negativos.   Continuação...

 
A cidade de Chicago é vista em meio à onda de frio ártico, no Estado norte-americano de Illinois, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira. 06/01/2014 REUTERS/Jim Young