Governo do Barein suspende negociações com grupos de oposição

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 13:00 BRST
 

MANAMÁ, 9 Jan (Reuters) - O governo do Barein suspendeu o diálogo de reconciliação com grupos de oposição, negociações que tinham como objetivo terminar com os quase três anos de impasse político no país aliado dos Estados Unidos, e aumentou assim os riscos de mais instabilidade no país.

O porta-voz das negociações enfatizou que, apesar da suspensão, os canais para comunicação continuam abertos, mas, com a oposição boicotando o diálogo por meses por causa da prisão de alguns de seus líderes, as perspectivas não parecem as melhores.

As negociações começaram em fevereiro do ano passado, como parte de um esforço para resolver as turbulências no país, depois que protestos da maioria xiita começaram em 2011, reivindicando reformas e uma fatia maior do poder no governo liderado pelos sunitas.

No entanto, as discussões não levaram a grandes progressos, já que os dois lados não foram capazes de chegar a um acordo sobre as principais exigências da oposição: uma monarquia constitucional e um governo formado por um Parlamento eleito.

Os distúrbios tornaram o pequeno país, sede da 5a Frota da Marinha norte-americana, uma trincheira na disputa por influência que marca a região entre o xiita Irã e países sunitas como a Arábia Saudita.

A BNA, agência de notícias estatal, disse no fim desta quarta-feira que os representantes do governo tomaram a decisão de suspender as negociações depois que a oposição não compareceu a uma reunião em Manamá.

(Reportagem por Sami Aboudi)