JPMorgan sai de outro IPO na China em meio a investigações--fontes

terça-feira, 21 de janeiro de 2014 10:15 BRST
 

HONG KONG, 21 Jan (Reuters) - O JPMorgan Chase & Co parou de trabalhar em uma oferta pública inicial de ações de uma firma chinesa em meio a uma investigação de autoridades dos Estados Unidos sobre suas práticas de contratação de pessoas na China, disseram fontes com conhecimento direto do assunto à Reuters nesta terça-feira.

Esta é a segunda vez que o JPMorgan deixa um candidato chinês de IPO enquanto reguladores de valores mobiliários dos EUA investigam se o banco violou leis federais ao contratar parentes de clientes atuais ou potenciais, com o objetivo único de ganhar negócios deles.

O JPMorgan encerrou suas discussões sobre IPO com a Tianhe Chemicals, disseram as pessoas, conforme a fornecedora de aditivos de óleos lubrificantes para refinarias como a Chinese Petroleum e a PetroChina estava tentando prosseguir com um negócio de cerca de 1 bilhão de dólares. O IFR, um serviço da Thomson Reuters, disse na segunda-feira que a Tianhe Chemicals esperava lançar o IPO no segundo trimestre deste ano.

A saída do JPMorgan foi motivada por questões levantadas por sua contratação de Joyce Wei, filha do presidente do Conselho de Administração da Tianhe Chemicals, Qi Wei, segundo o IFR relatou citando fontes.

(Por Fiona Lau do IFR, Lawrence White, Stephen Aldred e Elzio Barreto)