Dilma inicia reforma ministerial e oficializa Mercadante na Casa Civil

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 18:11 BRST
 

BRASÍLIA, 30 Jan (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff oficializou a mudança em três ministérios nesta quinta-feira e confirmou Aloizio Mercadante como novo chefe da Casa Civil, dando início às aguardadas substituições no primeiro escalão que devem atingir pelo menos dez ministérios.

Além de Mercadante, que assume a Casa Civil no lugar de Gleisi Hoffmann, Dilma também formalizou a nomeação do médico Arthur Chioro para o Ministério da Saúde no lugar de Alexandre Padilha. Gleisi volta a ocupar a vaga no Senado e disputará o governo do Paraná, e Padilha vai se candidatar ao governo do Estado de São Paulo.

No lugar de Mercadante, que estava na Educação, a presidente nomeou o secretário-executivo da pasta, José Henrique Paim. As trocas foram informadas pelo Palácio do Planalto por meio de uma nota oficial.

Nesta quinta, Dilma também informou à ministra da Comunicação Social, Helena Chagas, que a substituirá pelo atual porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, segundo relatou à Reuters uma fonte do Palácio do Planalto.

As mudanças estão ocorrendo porque vários ministros precisam deixar o governo para disputar as eleições de outubro e para que a presidente possa ampliar a coalizão partidária que dará sustentação ao seu projeto de reeleição.

Dilma deve continuar se reunindo com presidentes de partidos aliados nos próximos dias para definir o espaço de cada um na reforma ministerial.

O PMDB, maior aliado do governo no Congresso, aguarda para esta semana a definição da presidente sobre quais ministérios ficarão sob seu comando. A expectativa entre os peemedebistas é que possam indicar os substitutos de Antonio Andrade (Agricultura) e Gastão Vieira (Turismo), ambos deputados da legenda, e que Dilma também nomeie um colega para o Ministério dos Portos.

Há demandas ainda do PP, que comanda a pasta das Cidades e quer ampliar seu espaço na Esplanada dos Ministérios; do PTB, que quer um lugar no primeiro escalão para apoiar a reeleição de Dilma; e do recém-criado Pros, que também almeja um ministério.

NOVOS MINISTROS   Continuação...

 
Presidente Dilma Rousseff conversa com o ministro Aloizio Mercadante, que será o novo chefe da Casa Civil. 14/03/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino