Comissão técnica do Brasil aponta nova Granja Comary como vitória "fora de campo"

quarta-feira, 26 de março de 2014 14:51 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 26 Mar (Reuters) - As novas instalações da Granja Comary, concentração do Brasil para a Copa do Mundo localizada em Teresópolis, região serrana do Rio, foram inauguradas nesta quarta-feira, e a comissão técnica da seleção brasileira afirmou que o alto padrão da sede é o primeiro passo para o país lutar pelo hexacampeonato mundial.

"Já começamos a ganhar a Copa fora de campo. Não se ganha em campo sem ganhar fora do campo...quando ganhamos fora de campo já começamos a colocar a mãozinha na taça. Agora é com a gente", disse a jornalistas o coordenador técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira.

O técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, recebeu a chave simbólica da Granja das mãos do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin.

O treinador brasileiro declarou que as novas instalações da Granja darão o conforto necessário ao Brasil na preparação para a Copa do Mundo em casa. "Aqui os jogadores terão muito mais que terão em seus clubes e não sentirão falta de nada", disse ele.

"Agora, presidente, a responsabilidade é nossa. Nós é que temos que fazer o nosso papel. E ao fazer o nosso papel, vamos atingir o que todos desejamos que é sermos campeões mundiais", acrescentou.

As reformas na Granja, uma área nobre na cidade de Teresópolis, duraram 10 meses e deram um toque de modernidade ao centro de treinamento do Brasil há 27 anos.

"Foi um passo enorme; já éramos os melhores dentro de campo e agora também fora de campo. Nada que vi até hoje é parecido com isso aqui", afirmou Parreira, técnico campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994.

Equipamentos médicos e de fisioterapia foram adquiridos e modernizados, a grama foi reformada, quartos duplos viraram 30 habitações individuais para jogadores e comissão técnica; foi construída uma moderna sala de convivência para atletas e uma área para os jogadores receberem visitas de parentes, além de outras intervenções.

"Essa foi uma solicitação da comissão técnica e fomos atendidos", disse Felipão. "Esse é um legado não para a seleção brasileira, mas para 20, 40 anos", acrescentou ele, ao lembrar que a sede é usada também pelas divisões de base do Brasil.   Continuação...