Aprovação do governo Dilma tem primeira queda desde julho, diz CNI/Ibope

quinta-feira, 27 de março de 2014 16:48 BRT
 

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 27 Mar (Reuters) - A aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff caiu 7 pontos percentuais em março, na primeira queda desde julho do ano passado, puxada pela inflação mais alta dos alimentos e a preocupação crescente com o desemprego, mostrou pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quinta-feira.

O percentual dos que consideram o governo Dilma ótimo ou bom caiu para 36 por cento em março, ante 43 por cento em novembro do ano passado.

A aprovação pessoal de Dilma e a confiança na presidente também registraram a primeira queda desde julho de 2013, após a onda de manifestações que tomou as ruas do país, mostrou a pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O percentual dos que avaliam o governo como ruim ou péssimo subiu para 27 por cento, ante 20 por cento em novembro. O dos que consideram o governo regular ficou em 36 por cento, ante 35 por cento.

Havia expectativa dentro do governo de que a avaliação positiva da gestão Dilma continuasse subindo, mantendo a trajetória de recuperação desde o ápice das manifestações populares, mas o que ocorreu foi uma queda abrupta dos níveis de aprovação.

Para o gerente-executivo de pesquisas e competitividade da CNI, Renato da Fonseca, ainda não é possível afirmar que essa será uma tendência, porque é a primeira queda registrada nos últimos meses.

Fonseca afirmou que a perda de popularidade está relacionada à alta dos preços dos alimentos e à maior preocupação com o desemprego.

"O que a gente percebe é que o aumento da inflação de alimentos pode estar afetando de maneira importante essa queda na popularidade", disse Fonseca. "Não é uma questão simples, houve nos últimos anos inflação puxada por serviços, mas nos alimentos influencia muito mais a população", argumentou.   Continuação...

 
A presidente Dilma Rousseff fala durante uma cerimônia para assinar contratos de concessão para a duplicação de rodovias em diversos Estados do Brasil, no Palácio do Planalto, em Brasília. A aprovação do governo de Dilma caiu para 36 por cento em março, ante 43 por cento em novembro, mostrou pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quinta-feira. 12/03/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino