Busca submarina por avião da Malásia é novamente encurtada

quarta-feira, 16 de abril de 2014 12:13 BRT
 

Por Byron Kaye

PERTH, Austrália, 16 Abr (Reuters) - A busca por um avião da Malaysia Airlines no fundo do oceano índico foi novamente encurtada nesta quarta-feira, quando problemas técnicos obrigaram um submarino teleguiado dos EUA a voltar à superfície sem ter descoberto nada, segundo autoridades.

Mais de cinco semanas depois do desaparecimento do voo MH370, na rota Kuala Lumpur-Pequim, não há mais esperanças de localizar o aparelho pelos sinais eletrônicos das caixas-pretas, e por isso as expectativas se voltam para o drone submarino Bluefin-21, que vasculha o leito marinho a cerca de 2.000 quilômetros da costa australiana.

As autoridades ainda não descartam uma falha mecânica, mas a hipótese mais provável até agora é que o avião tenha sido deliberadamente desviado da sua rota.

O Bluefin-21 começou a ser usado na segunda-feira, mas voltou à superfície sem nenhuma informação relevante, depois de atingir sua profundidade máxima, de 4.500 metros.

Na quarta-feira, um problema não especificado novamente obrigou o veículo a voltar antecipadamente à tona. Os dados trazidos por ele não revelaram nada de importante, segundo a agência australiana que comanda as buscas.

O aparelho foi posteriormente lançado novamente, para prosseguir as buscas.

Militares dos EUA estimam que o Bluefuin-21 levará até dois meses para vasculhar uma área de 600 quilômetros quadrados (equivalente a metade do município do Rio de Janeiro), onde acredita-se que o avião tenha caído.

Especialistas dizem que o aparelho poderá detectar com relativa facilidade a presença de um grande corpo metálico em meio ao lodo que cobre o leito marinho no chamado Platô Zenith, uma área que nunca foi mapeada em detalhe, por não estar na zona econômica de nenhum país.

As buscas áreas e marítimas por destroços flutuantes ainda continuam na quarta-feira, mas devem ser suspensas em breve, segundo Angus Houston, chefe da agência australiana responsável pelas buscas.

(Reportagem adicional de Lincoln Feast, em Sydney)

 
Grafiti do avião desaparecido da Malaysia Airlines, em Kuala Lumpur. A busca por um avião da Malaysia Airlines no fundo do oceano índico foi novamente encurtada nesta quarta-feira, quando problemas técnicos obrigaram um submarino teleguiado dos EUA a voltar à superfície sem ter descoberto nada, segundo autoridades. 15/04/2014. REUTERS/Samsul Said