Lucro da Dow Chemical supera estimativas por margens fortes

quarta-feira, 23 de abril de 2014 11:45 BRT
 

23 Abr (Reuters) - A Dow Chemical, maior fabricante de produtos químicos dos Estados Unidos em vendas, divulgou crescimento maior que o esperado no lucro trimestral, conforme o controle de custos ajudou a impulsionar as margens em suas divisões de revestimentos, plásticos e produtos de proteção de plantações.

As margens se expandiram em muitos dos negócios da Dow apesar de um aumento de mais de 300 milhões de dólares no custo de energia e de matérias-primas, disse a companhia.

O lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no negócio de soluções de infraestrutura e revestimento da Dow subiu 20 por cento no trimestre.

O Ebitda, excluindo alguns itens, cresceu 9 por cento no negócio de ciências agrícolas, enquanto o setor de plásticos de alto desempenho registrou crescimento de 5 por cento.

A Dow Chemical estreitou seu foco para os segmentos de eletrônicos, embalagens e agricultura para se proteger de negócios que são mais suscetíveis à volatilidade dos preços de commodities.

A companhia, que está reduzindo seu portfólio e descartando ativos não essenciais, elevou sua meta de vendas de ativos em até 2 bilhões de dólares, para até 6 bilhões de dólares no mês passado.

O lucro líquido da Dow subiu para 964 milhões de dólares, ou 0,79 dólar por ação, no primeiro trimestre, ante 550 milhões de dólares, ou 0,46 dólar por papel, um ano antes.

Analistas esperavam em média que a companhia registrasse 0,71 dólar de lucro por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita da Dow cresceu 0,5 por cento para 14,46 bilhões de dólares, ficando abaixo da estimativa média de analistas de 14,72 bilhões de dólares.

Às 11h42 no horário de Brasília, as ações da companhia operavam em alta de 2,13 por cento, a 49,98 dólares.

(Por Swetha Gopinath)