Economia dos EUA mostra estagnação no 1º tri, estoques e comércio pesam

quarta-feira, 30 de abril de 2014 10:17 BRT
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON, 30 Abr (Reuters) - A economia dos Estados Unidos quase não cresceu no primeiro trimestre, uma vez que as exportações caíram e as empresas acumularam estoques no ritmo mais lento em quase um ano, mas a atividade já parece estar se recuperando.

O Produto Interno Bruto cresceu a uma taxa anual de 0,1 por cento nos três primeiros meses do ano, o ritmo mais fraco desde o quarto trimestre de 2012, informou o Departamento do Comércio nesta quarta-feira. Isso representou uma forte desaceleração ante o ritmo de 2,6 por cento registrado no quarto trimestre de 2013.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o crescimento desacelerasse para uma taxa de 1,2 por cento. O enfraquecimento refletiu em parte um inverno atipicamente frio e severo, marcado por quedas em setores desde gastos de empresas à construção de moradias.

A primeira estimativa de crescimento no primeiro trimestre do Departamento de Comércio foi divulgada apenas horas antes do Federal Reserve, o banco central dos EUA, concluir sua reunião de política de dois dias.

Embora o clima severo possa explicar parcialmente a fraqueza no crescimento, a magnitude da desaceleração pode complicar a mensagem do banco central, uma vez que o Fed deve anunciar mais uma redução na quantidade de dinheiro que está injetando na economia através de compras mensais de títulos.

A desaceleração no primeiro trimestre, no entanto, deve ser temporária, e dados recentes indicaram força no final do trimestre.

"Essa fraqueza não deve avançar para o segundo trimestre", disse o economista sênior do PNC Financial Services Gus Faucher.

Economistas projetam que o clima severo pode ter tirado até 1,4 ponto percentual do crescimento do PIB. O governo, no entanto, não deu detalhes sobre o impacto do clima.   Continuação...