Com a primavera, vendas de automóveis sobem 8% nos EUA em abril

quinta-feira, 1 de maio de 2014 18:30 BRT
 

Por Bernie Woodall e Paul Lienert

DETROIT, EUA , 1 Mai (Reuters) - A indústria automotiva dos EUA se recuperou acentuadamente em abril depois de um inverno rigoroso e prolongado, com as vendas de carros subindo 8 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior.

Seis das sete principais montadoras anunciaram nesta quinta-feira ganhos nas vendas na comparação anual, mas apenas quatro superaram as expectativas dos analistas.

A indústria entregou 1,39 milhão de carros em abril, um aumento de 8 por cento em relação ao ano anterior, segundo a empresa de pesquisa Autodata Corp.

Respondendo à demanda do consumidor, que começou a aumentar à medida que o mau tempo se esvaiu no final de março, General Motors, Toyota Motor, Nissan Motor e Hyundai Motor superaram as expectativas, sendo que Toyota e Nissan chegaram a ter altas de dois dígitos.

O Chrysler Group LLC, unidade da Fiat Chrysler Automobiles, também registrou um ganho de vendas de dois dígitos em abril, mas por pouco não correspondeu às expectativas, assim como a Ford Motor, cujas vendas de abril caíram 1 por cento. A Honda Motor, com aumento de 1 por cento, também ficou aquém do esperado.

"O ímpeto das vendas a partir de março se estendeu a abril, levando o setor para o seu melhor ritmo de vendas na comparação mensal desde o outono de 2007", disse o gerente geral da marca Toyota, Bill Fay.

As vendas do grupo Toyota, incluindo as marcas Lexus e Scion, totalizaram 199.660 unidades, um aumento de 13 por cento. As da Nissan, incluindo o Infiniti, chegaram a 103.934, um aumento de 18 por cento, enquanto as da Honda, incluindo o Acura, foram de 132.456.

A Chrysler informou que suas vendas de automóveis nos Estados Unidos subiram 14 por cento, para 178.652 unidades. A GM disse que as suas aumentaram 7 por cento, ficando em 254.076. Já as da Ford caíram para 211.126.

As vendas da Hyundai e Kia combinadas em abril subiram 8 por cento, passando a 119.783.

Abril foi considerado o segundo mês consecutivo forte, após o tempo frio e de neve de janeiro e fevereiro terem diminuído o entusiasmo dos compradores de carros.