Investimento da BMW em novos modelos deve elevar lucro em 2014

terça-feira, 6 de maio de 2014 09:43 BRT
 

FRANKFURT, 6 Mai (Reuters) - A BMW AG, maior montadora de luxo do mundo, divulgou um aumento melhor que o esperado no lucro do primeiro trimestre graças à crescente demanda da China, e disse que uma série de novos modelos irão ajudá-la a alcançar vendas recordes neste ano.

A empresa alemã está gastando pesadamente em uma tentativa de ficar à frente da Audi, que tem sofrido com a falta de novos modelos, e da Mercedes, que ainda está no estágio inicial da sua ofensiva de incrementar a linha de produtos.

Esses gastos da BMW impactaram o lucro antes de juros e impostos, que foi de 2,09 bilhões de euros, um pouco acima da previsão média de 2,05 bilhões de euros (2,83 bilhões de dólares) apontada em pesquisa da Reuters.

Apesar do gasto milionário de dois dígitos em investimentos e novos modelos, que incluem o veículo elétrico i3, a BMW série 4 e um novo Mini, a margem operacional no negócio automotivo da BMW, o melhor indicador para comparação com as rivais, superou a expectativa de analistas.

A margem de lucro antes de juros e impostos (Ebit) da divisão de automóveis da BMW foi de 9,5 por cento no trimestre, uma queda ante os 9,9 por cento registrados um ano antes, mas acima da margem de 7 por cento atingida pela Mercedes-Benz Cars. A margem da Audi foi de 10,1 por cento.

O vice-presidente financeiro da BMW, Friedrich Eichiner, disse que o ímpeto na venda de carros irá aumentar mais tarde neste ano à medida que novos produtos, como o Mini, forem apresentados em showrooms em junho e julho. Novos produtos também permitem à BMW elevar as margens, disse ele.

A BMW reiterou seu objetivo de atingir um significativo aumento no volume vendido em 2014, para 2 milhões de carros ou mais - ante recorde de 1,96 milhão de veículos no ano passado - mas alertou que incertezas políticas e econômicas podem impactar as vendas na Europa.

(Por Edward Taylor)