Barco com centenas de imigrantes naufraga ao sul da Sicília

segunda-feira, 12 de maio de 2014 14:36 BRT
 

ROMA, 12 Mai (Reuters) - Embarcações da Marinha e da guarda costeira da Itália recuperaram 14 corpos e resgataram cerca de 200 pessoas depois do naufrágio de um barco com imigrantes entre a Líbia e o sul da Sicília, disseram autoridades nesta segunda-feira, um dia depois de dezenas de pessoas terem morrido afogadas em um acidente semelhante.

A Itália vem enfrentando dificuldades há décadas para lidar com um grande número de imigrantes em barcos pequenos e inseguros procedentes do norte da África rumo à ilha de Lampedusa, situada entre a Tunísia e a Sicília. Os levantes no mundo árabe em 2011 e a continuidade da guerra civil na Síria agravaram o problema.

Um comunicado da Marinha italiana informou que dois barcos de patrulha da guarda costeira e outros dois da força naval, além de uma embarcação da polícia alfandegária, se uniram na operação de resgate nesta segunda-feira e os sobreviventes estavam recebendo atendimento médico.

No domingo, pelo menos 40 pessoas morreram e outras 51 foram resgatadas depois que um barco levando na maioria imigrantes subsaarianos afundou perto da costa da Líbia, a leste de Trípoli.

Um número superior a 25 mil imigrantes chegou à Itália nos primeiros meses deste ano. De acordo com o porta-voz da Marinha líbia, coronel Ayoub Qassem, a quantidade de pessoas partindo rumo à Itália aumentou nos últimos dias, mas as autoridades não sabem quanto.

Centenas de imigrantes morreram afogados em dois incidentes separados no ano passado, os quais levaram o governo italiano a intensificar as patrulhas aéreas e marítimas no mar ao sul da Sicília.

(Por James Mackenzie, com reportagem adicional de Ahmed Elumami em Trípoli)