Em conversa com Dilma, Obama vê potencial para expandir comércio com Brasil

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 16:58 BRST
 

BRASÍLIA, 8 Nov (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff telefonou nesta quinta-feira para o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para parabenizá-lo pela reeleição, e ambos expressaram desejo de expandir as relações de comércio e investimentos entre os dois países, informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Obama, de 51 anos, derrotou o rival republicano, Mitt Romney, na terça-feira, em uma disputa acirrada pela Casa Branca e garantiu mais um mandato de quatro anos como presidente dos EUA.

Dilma disse a Obama que a reeleição dele "foi importante para o Brasil e para o mundo".

"A presidente disse... que durante o segundo mandato do presidente Obama, os dois terão oportunidade de trabalhar pela ampliação das relações entre Brasil e Estados Unidos, em especial nas áreas comercial e de investimentos", informou a assessoria do Palácio do Planalto.

Obama teria transmitido a Dilma desejo de "fortalecer as relações com o Brasil e concordou que há muito potencial para expansão do comércio e investimentos entre os dois países nos próximos anos".

Os Estados Unidos são atualmente o segundo maior mercado de produtos brasileiros, atrás da China.

O presidente norte-americano disse que "nesse momento estará empenhado em resolver questões relacionadas ao Orçamento", segundo a assessoria da Presidência.

Dilma manifestou intenção de que ambos voltem a se encontrar em breve. O telefonema, de 10 minutos, ocorreu às 14h, no dia seguinte à confirmação da vitória de Obama sobre Romney. A Casa Branca havia informado que o presidente não aceitaria telefonemas na quarta-feira, segundo o Planalto.

Dilma já havia parabenizado Obama publicamente pela vitória na quarta-feira, durante evento em Brasília.

(Reportagem de Hugo Bachega)