Emprego na indústria cai 0,3% em setembro--IBGE

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 10:58 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 9 Nov (Reuters) - Pelo segundo mês consecutivo, o emprego na indústria brasileira recuou como reflexo da atual situação do setor, que ainda mostra sinais de recuperação frágil. Em setembro, o total de pessoal ocupado caiu 0,3 por cento sobre agosto, o pior movimento desde maio passado, quando registrou a mesma contração.

Segundo divulgou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na comparação com o mesmo mês de 2011, o emprego na indústria recuou 1,9 por cento em setembro, no 12º resultado negativo consecutivo nesse tipo de confronto.

Em agosto, o emprego havia registrado queda de 0,1 por cento ante julho, voltando a cair após alta no mês anterior.

"Nada mais natural que, com uma produção menor, as variáveis do mercado de trabalho também reflitam isso", resumiu o economista do IBGE Andre Macedo.

Em setembro, o contingente de trabalhadores sofreu redução em 12 das 14 áreas pesquisadas, na comparação com igual mês do ano passado, sendo que o principal impacto negativo veio de São Paulo, com recuo de 3,1 por cento.

Nos nove primeiros meses de 2012, o indicador recuou 1,4 por cento na comparação com igual período do ano anterior, com taxa negativa em 12 dos 14 locais. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o emprego na indústria em geral registrou perda de 1,2 por cento em setembro passado.

O recuo no emprego acompanha o resultado da produção industrial de setembro, que apresentou queda de 1 por cento ante o mês anterior, o pior resultado em oito meses e interrompendo uma sucessão de três meses de expansão da atividade.

"O custo mais elevado de contratar dá uma maior rigidez para o aumento das contratações e a própria produção está aquém dos seus melhores patamares", afirmou Macedo.   Continuação...