Cachoeira é condenado a 5 anos no semiaberto e recebe alvará de soltura

terça-feira, 20 de novembro de 2012 21:46 BRST
 

BRASÍLIA, 20 Nov (Reuters) - O empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi condenado em um processo sobre fraude em bilhetagem eletrônica no Distrito Federal e recebeu alvará de soltura nesta terça-feira para que passe a cumprir pena em regime semiaberto, informou a assessoria do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT).

Cachoeira, acusado de chefiar esquema de exploração de jogos ilegais e um dos alvos de CPI mista no Congresso Nacional, cumpria até o momento prisão preventiva.

A sentença da 5a Vara Criminal do TJDF condenou o suposto contraventor a 5 anos em regime semiaberto, menos restritivo.

A pena deve ser cumprida em uma colônia agrícola ou industrial.

A sentença foi dada um dia antes da leitura do relatório final da CPI mista com o objetivo de investigar as relações políticas e empresariais de Cachoeira.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)