Passagem aérea manteve tendência de queda no 1o semestre--SAC

quinta-feira, 29 de novembro de 2012 19:52 BRST
 

29 Nov (Reuters) - A porcentagem das passagens aéreas comercializadas a valores acima de 1.500 reais em 2011 foi irrisória e a tendência de queda dos preços foi mantida no primeiro semestre de 2012, informou nesta quinta-feira a Secretaria de Aviação Civil (SAC), com base nos dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Cerca de 0,1 por cento do total de passagens comercializadas no Brasil em 2011 tiveram preços superiores a 1.500 reais. Segundo o levantamento, 13 por cento do total tinham valores acima de 500 reais no período, enquanto 1 por cento foi negociada acima de 1 mil reais.

O regime de liberdade tarifária no transporte aéreo brasileiro foi implementado em 2002, quando a tarifa média real paga pelo passageiro foi de 498,04 reais. Segundo a Secretaria, em 2011 esta mesma tarifa caiu para 282,67 reais, uma redução de 43 por cento no período.

"No primeiro semestre de 2012 a tarifa média foi de R$ 272,64 mantendo, portanto, sua tendência de queda", disse o documento.

Os valores inferiores a 100 reais responderam por 16 por cento do total no ano passado -- e eram praticamente inexistentes em 2002 --, ao passo que as passagens com preços abaixo de 200 reais chegaram a 46 por cento, ante 7 por cento, na mesma base de comparação.