Romário protocola pedido de CPI para investigar CBF na Câmara

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 19:36 BRST
 

5 Dez (Reuters) - O deputado federal Romário (PSB-RJ) protocolou nesta quarta-feira um pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

De acordo com a assessoria de imprensa do parlamentar, campeão do mundo com a seleção brasileira nos Estados Unidos em 1994, Romário conseguiu 188 assinaturas de colegas apoiando a CPI, mais que as 171 necessárias para pedir a instalação da comissão.

O ex-jogador quer investigar, entre outras coisas, denúncias de irregularidades em contratos de patrocínio de empresas com a CBF e outras suspeitas que pairam sobre ações da entidade que comanda o futebol no Brasil, desde a época da gestão do ex-presidente Ricardo Teixeira.

Apesar de já protocolada, a instalação da CPI da CBF depende de trâmites do regimento interno da Câmara, como a conferência das assinaturas, a leitura do requerimento em plenário e a indicação de membros pelos líderes partidários.

Além disso, segundo a assessoria do deputado, existem nove pedidos de CPIs à espera de instalação na Casa e o regimento impede que mais de cinco comissões funcionem simultaneamente. Atualmente há três CPIs em funcionamento na Casa, segundo o gabinete de Romário.

De acordo com sua assessoria, o ex-jogador não acredita que o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), cujo mandato termina em fevereiro, atuará pela criação da comissão. Romário espera que o próximo presidente da Casa seja sensível à criação da CPI da CBF.

(Reportagem de Eduardo Simões, em São Paulo)