Incidente na Sul-Americana é alerta para Copa de 2014, diz Blatter

sábado, 15 de dezembro de 2012 15:37 BRST
 

Por Alistair Himmer

TÓQUIO, 15 Dez (Reuters) - O abandono da final da Copa Sul-Americana na última quarta-feira após acusações chocantes de que a polícia havia apontado armas a jogadores da equipe argentina do Tigre deve servir de alerta aos organizadores da Copa do Mundo do Brasil, afirmou o presidente da Fifa, Joseph Blatter, no sábado.

Os jogadores do Tigre se recusaram a subir para o campo após o intervalo alegando brutalidade policial, deixando o título da competição com o São Paulo e aumentando as preocupações com a segurança para o Mundial de 2014.

O incidente aconteceu momentos depois de uma briga que envolveu jogadores e autoridades enquanto as equipes deixavam o campo no final da primeira etapa de jogo.

"No futebol há tantas emoções e tanta paixão que as vezes não é possível controlar", disse Blatter a jornalistas em Tóquio depois de uma reunião do comitê executivo da Fifa.

"Mas depois de um incidente assim, devo dizer que isso é também um alerta para os organizadores da Copa do Mundo", acrescentou Blatter, 18 meses antes do torneio. "É um aviso para todos os organizadores sobre o que pode acontecer".

Acusações de que um policial teria apontado um revólver no peito do goleiro Damian Albil foram as últimas em uma série de polêmicas envolvendo a polícia brasileira em partidas de futebol.

Blatter disse que a responsabilidade pela segurança na Copa do Mundo é dos organizadores e das autoridades locais e não da Fifa.

"A segurança não é de responsabilidade da organização esportiva", disse Blatter antes da final do Mundial de Clubes entre Chelsea e Corinthians em Yokohama.   Continuação...

 
Joseph Blatter disse que abandono da final da Copa Sul-Americana deve servir de alerta para organizadores da Copa do Mundo do Brasil. 15/12/2012 REUTERS/Toru Hanai