Dilma diz que redução de impostos será uma das grandes lutas em 2013

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012 13:34 BRST
 

19 Dez (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira, durante evento em Palmas, que a redução dos impostos será uma de suas "maiores lutas" no ano que vem e afirmou que seu governo está atuando em diversas frentes na economia, ao reduzir juros e tornar a taxa de câmbio "mais real".

"A economia, estamos resolvendo em muitos lugares: baixando os juros, fazendo o câmbio ser mais real, assegurando redução nas tarifas de energia, diminuindo os impostos, o que é muito importante para o país", disse Dilma durante cerimônia de entrega de certificados do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) em Palmas, capital do Tocantins.

"Inclusive, eu quero dizer, para o próximo ano, essa vai ser uma das minhas maiores lutas, a redução dos impostos no nosso país, e construindo o futuro do país no presente, que é a formação profissional."

Nesta quarta, o governo fez uma alteração de última hora em sua proposta orçamentária para o ano que vem para incluir 10,596 bilhões de reais em desoneração, dos quais 9,8 bilhões de reais em redução de PIS/Cofins, mas sem citar os setores beneficiados.

O governo tem reduzido impostos, especialmente para o setor automotivo e outros segmentos da indústria, com o objetivo de estimular o crescimento econômico, num cenário em que o Produto Interno Bruto (PIB) teve crescimento abaixo do esperado no terceiro trimestre do ano.

Mais recentemente, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou desonerações para a construção civil, principalmente na folha de pagamento do setor.

Dilma voltou a afirmar que uma educação de qualidade é essencial para o desenvolvimento do país e disse que tratou o tema como uma das principais prioridades de seu governo.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)