19 de Dezembro de 2012 / às 16:53 / 5 anos atrás

Triunfo avalia aeroportos e rodovias; BR-040 é prioridade

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 19 Dez (Reuters) - A Triunfo Participações avalia participar nas licitações de rodovias e aeroportos do país em 2013, com interesse no aeroporto de Galeão (RJ) e na BR-040, afirmou nesta quarta-feira o presidente da companhia, Carlo Bottarelli.

A BR-040, que liga o Distrito Federal a Minas Gerais, é a prioridade, disse o executivo.

"Estamos estudando a BR-040 muito profundamente. Nós trouxemos equipamento dos Estados Unidos, que faz a leitura da condição do pavimento", disse ele, ressaltando que entrará no negócio apenas se tiver estrutura de capital adequada.

"Os primeiros números de taxa de retorno não são bons... A primeira rodada, usando os números do governo, terá taxa de retorno de 5,5 por cento", ressaltou. "Acho que tem um erro conceitual. A gente levantou esse problema para eles."

Bottarelli também considerou a chance de entrar com um sócio na licitação. "A gente sabe que tem parceiros disponíveis... Em rodovias faz sentido ter sócio", disse.

AEROPORTOS

Após conseguir a concessão do aeroporto de Viracopos (Campinas, SP), em consórcio com a francesa Egis Airport, a Triunfo agora já mira outras concessões nesse segmento, com interesse declarado no aeroporto do Galeão (RJ).

A empresa vai analisar os termos da licitação que o governo federal divulgará na quinta-feira, mas considera o aeroporto estratégico, também pela construção do trem de alta velocidade que ligará Viracopos ao Galeão, passando por São Paulo.

"Se a estação inicial do TAV é em Viracopos, não tem porque não pegar o cara que está na outra ponta, para dar o atendimento completo, e se a estação final é Galeão, eu diria que Galeão nos interessa", ressaltou.

Para ele, a experiência com Viracopos pode favorecer a empresa. "Hoje nós conhecemos o negócio melhor que o mercado. Temos noção de Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), de Infraero. Temos estatuto".

"Vamos esperar (o anúncio do pacote amanhã) e avaliar. Se der taxa de retorno, se nós tivemos condição de financiar, nós queremos participar".

Sobre Viracopos, o executivo afirmou que a taxa de retorno está em dois dígitos, e afirmou que a empresa estuda antecipar a construção da segunda pista em dois anos, com conclusão em 2018.

Por Roberta Vilas Boas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below