Índice de commodities do BC fecha 2012 com alta de 10,5%

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 14:17 BRST
 

BRASÍLIA, 9 Jan (Reuters) - O Índice de Commodities Brasil (IC-Br) subiu em dezembro puxado pelo segmento de metais e fechou o ano no melhor desempenho desde 2010.

O Banco Central informou que o índice cresceu 1,47 por cento no mês passado, quando comparado a novembro, e fechou 2012 com alta de 10,51 por cento; em 2010, o crescimento do índice havia sido de 25,62 por cento.

O índice de metais teve o melhor desempenho no mês e no ano entre os outros componentes do indicador. Formado por alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel, ele cresceu 7,25 por cento em dezembro e 19,75 por cento em 2012.

O minério de ferro, o principal produto da pauta de exportação do Brasil, teve forte recuperação em dezembro, após registrar uma mínima de três anos em setembro. O preço da commodity na China subiu mais de 25 por cento no mês passado, com o mercado refazendo estoques por expectativas de uma recuperação da economia asiática.

A segunda maior valorização anual do índice foi na de commodities de energia, que subiu 9,44 por cento. Em dezembro, houve uma queda de 1,13 por cento. Fazem parte desse grupo, petróleo Brent, gás natural e carvão.

Os ganhos anuais de algumas commodities energéticas, como o petróleo, foram limitados em 2012 por conta das preocupações com a economia global.

As commodities de agropecuária --carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz e carne de porco--tiveram em dezembro elevação de 0,73 por cento, encerrando 2012 com acréscimo de 8,84 por cento.

Os preços de importantes commodities agrícolas, como a soja e o milho, registravam valores recordes na bolsa de Chicago em 2012 por conta da quebra de safra dos Estados Unidos, afetados pela pior seca em mais de 50 anos.

(Reportagem de Tiago Pariz)

 
Funcionário solda mangueira de cobre na empresa metalúrgica Sociedade Paulista de Tubos Flexiveis, em São Paulo. O Índice de Commodities Brasil (IC-Br) subiu em dezembro puxado pelo segmento de metais e fechou o ano no melhor desempenho desde 2010. 20/04/2012 REUTERS/Nacho Doce