Consumo de café no Brasil crescerá até 3% em 2013, prevê Abic

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 11:35 BRST
 

SÃO PAULO, 6 Fev (Reuters) - O consumo de café no Brasil, segundo consumidor global após os Estados Unidos, deverá crescer até 3 por cento em 2013 na comparação com o ano anterior, previu nesta quarta-feira a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

Esse crescimento elevaria o consumo interno para cerca de 21 milhões de sacas.

"O crescimento deve ser impulsionado pelas expectativas de retomada do vigor da economia brasileira, pelo crescimento do poder de compra especialmente das classes B, C e D, com destaque para o aumento da renda e do consumo no Nordeste e no Centro-Oeste", disse a entidade em nota.

Segundo a associação da indústria, os preços dos produtos para os consumidores devem passar por "um certo realinhamento durante 2013", uma vez que a maioria das empresas ainda não conseguiu repassar parcela dos custos da alta da matéria-prima de 2011, quando a commodity teve máximas em décadas na bolsa de Nova York.

A Abic apontou que os brasileiros continuaram aumentando o consumo de café no ano passado.

No período compreendido entre novembro de 2011 e outubro de 2012 a Abic registrou o consumo de 20,33 milhões de sacas, alta de 3 por cento em relação ao período anterior.

O consumo per capita foi de 6,23 quilos de café em grão cru ou 4,98 quilos de café torrado, quase 83 litros para cada brasileiro por ano, registrando uma evolução de 2,10 por cento em relação ao período anterior.

"Os brasileiros estão consumindo mais xícaras de café por dia e diversificando as formas da bebida durante o dia, adicionando ao café filtrado consumido nos lares também os cafés expressos, cappuccinos e outras combinações com leite", disse a Abic.

A entidade observou que o consumo per capita da temporada anterior superou o de 1965, tornando-se o maior consumo já registrado no Brasil, sendo maior que o consumo por habitante da Itália, da França e dos EUA.

(Por Roberto Samora)

 
Garçonete serve café em cafeteria de São Paulo, em fevereiro de 2011. O consumo de café no Brasil, segundo consumidor global após os Estados Unidos, deverá crescer até 3 por cento em 2013 na comparação com o ano anterior. 08/02/2011 REUTERS/Nacho Doce