Dilma negociará para tentar evitar greve nos portos--fonte

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 20:26 BRST
 

Por Ana Flor e Leonardo Goy

BRASÍLIA, 14 Fev (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff vai se reunir com representantes dos principais sindicatos no início de março para esclarecer o plano de desenvolvimento do governo para os portos e a Medida Provisória 595, que vem causando protestos no setor e ameaça de greve dos trabalhadores caso não tenha pontos alterados no Congresso.

Segundo os sindicalistas, uma das mudanças previstas na MP --que deve trazer novas empresas privadas para o setor-- vai fragilizar o atual modelo de contratação dos trabalhadores.

Uma greve neste momento, em que uma safra recorde de grãos começa a ser exportada, poderia trazer prejuízos ao país. E, se houver interrupção nos embarques, os mercados globais de commodities poderiam ser afetados.

O plano inicial de Dilma era ouvir os sindicatos como seguimento aos encontros que teve com empresários em janeiro, mas o agravamento da ameaças de sindicalistas de que greves seriam realizadas por causa da MP 595 a fizeram colocar o tema dos portos na pauta, informou à Reuters uma fonte do Planalto, que falou sob condição de anonimato.

A presidente, segundo a fonte, está "muito preocupada" com os efeitos da resistência do setor ao plano de investimentos de 54,2 bilhões de reais até 2017, que segundo o governo irá garantir uma redução superior a 20 por cento nos preços de frete no Brasil. O novo modelo foi lançado pelo Planalto em dezembro.

Dilma escalou a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a preparar o terreno em uma reunião ocorrida nesta quinta-feira com sindicalistas, representantes do setor portuário e o ministro dos Portos, Leônidas Cristino. O encontro da presidente com o setor está marcado para o dia 6 de março, mesmo dia em que ocorrerá uma marcha de trabalhadores em Brasília, segundo a fonte.

GOVERNO: MUDANÇA NÃO AFETA TRABALHADOR

Na reunião dos sindicalistas com a ministra nesta quinta-feira, o governo sinalizou que, se houver no texto alguma alteração que tire direito dos trabalhadores, ela poderá ser revista.   Continuação...

 
Presidente Dilma Rousseff é vista durante reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, em Brasília. Dilma vai se reunir com representantes dos principais sindicatos no início de março para esclarecer o plano de desenvolvimento do governo para os portos e a Medida Provisória 595, que vem causando protestos no setor e ameaça de greve dos trabalhadores caso não tenha pontos alterados no Congresso. 06/02/2013 REUTERS/Ueslei Marcelino