Brasil fecha acordo para exportar farelo de soja para Rússia

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 14:20 BRT
 

SÃO PAULO, 20 Fev (Reuters) - Brasil e Rússia assinam nesta quarta-feira protocolo de cooperação que abre espaço para o fornecimento de farelo de soja brasileiro para o mercado russo, informou o Ministério da Agricultura.

A assinatura em Brasília acontece na mesma ocasião em que os dois países firmam o acordo sobre requisitos fitossanitários que possibilitarão a importação de trigo da Rússia pelo Brasil.

Os acordos foram finalizados durante a segunda reunião do comitê agrário Brasil-Rússia, realizado na segunda e terça desta semana.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove), a Rússia atualmente já pode importar soja do Brasil, mas os requisitos fitossanitários são tão rigorosos que os negócios praticamente não fluem.

Em 2011, o Brasil exportou 270 mil toneladas do grão para os russos e em 2012, embarcou 120 mil toneladas, praticamente nada das mais de 30 milhões de toneladas que exporta anualmente para todos os destinos.

A Abiove ressalta que a exportação de farelo para os russos é praticamente inexistente, com o país tentando proteger seu mercado para incentivar a indústria local.

A maior demanda por matérias-primas de ração da Rússia deve crescer com o país, grande importador de carnes, buscando ser menos dependente do mercado externo.

Segundo Abiove, a Rússia processa anualmente 2,9 milhões de toneladas de soja e deve importar algo em torno de 600 mil toneladas de farelo de soja.

Já o consumo doméstico de farelo de soja na Rússia é estimado em 2,9 milhões de toneladas.

"Por isso, considerando nossas exportações ainda muito baixas, vejo um excelente potencial de mercado nesse país. Agora é aguardar os termos do acordo", disse à Reuters o gerente de economia da Abiove, Daniel Furlan Amaral.

(Por Fabíola Gomes e Roberto Samora)