Estrelas brilham dentro e fora das passarelas de Chanel e YSL

sexta-feira, 5 de outubro de 2007 14:14 BRT
 

Por Kerstin Gehmlich

PARIS (Reuters) - Estrelas douradas e grandes paetês brilharam em vestidos da Chanel e Yves Saint Laurent quando os estilistas Karl Lagerfeld e Stefano Pilati apresentaram coleções de espírito jovem para duas das mais respeitadas grifes francesas.

Manter-se fiel ao legado de uma maison é tarefa complicada para os estilistas, que precisam acrescentar seu toque próprio à grife e ao mesmo tempo preservar uma história.

Pilati carrega uma responsabilidade grande na Yves Saint Laurent, para a qual foi nomeado em 2004. Karl Lagerfeld, com quase 70 anos, já cria para a Chanel há mais de 20.

Nesta sexta-feira, o estilista alemão pôs modelos na passarela usando os paletós de tweed que são a marca registrada da Chanel, mas usados sobre longos fluidos, recobertos de estrelas, ou com saias justas de brim.

"A Chanel, para mim, é a alta-costura", disse a supermodelo Claudia Schiffer, sentada na primeira fileira dos desfiles das coleções de primavera-verão 2008, acrescentando que ainda usa criações Chanel de 10 ou 20 anos atrás.

Entre os outros convidados da primeira fileira estavam a atriz Kirsten Dunst e as cantoras Lilly Allen e Courtney Love.

"Coco Chanel foi a porta-voz da mulher moderna", disse Lagerfeld, falando da fundadora da grife, que morreu em 1971. "A grife continua a personificar o desenvolvimento da mulher moderna."

No desfile da YSL, Pilati fez suas modelos desfilarem sob balões brancos gigantes na sala de exposições do Grand Palais, em Paris, com telhado de vidro.   Continuação...