February 2, 2008 / 1:04 PM / 9 years ago

Alemanha lança livro em quadrinhos sobre Holocausto

4 Min, DE LEITURA

Por Sarah Roberts

BERLIM (Reuters) - Escolas alemãs devem lançar na próxima semana um livro em quadrinhos que pretende ensinar principalmente crianças pobres a respeito da era nazista e do Holocausto.

Apesar de as escolas da Alemanha já se esforçarem bastante para oferecer aos alunos informações completas sobre o nazismo, a violência racial continua a ser um problema. E o crescimento da comunidade judaica no país provocou um aumento do anti-semitismo.

O livro em quadrinhos intitulado "A Busca" conta a história da personagem ficcional Esther, uma judia que sobreviveu ao Holocausto.

Criado pelo desenhista holandês Eric Heuvel, a publicação já pode ser encontrada na Holanda. O Centro Anne Frank de Berlim, que dá apoio ao projeto, acredita que o livro será útil também para a Alemanha.

"Isso não representa algo muito diferente em relação à forma como a Alemanha conta a história daquela era, mas representa uma nova forma de abordar o assunto," afirmou Melina Feingold, porta-voz do Centro Anne Frank. Feingold notou ainda que a publicação atingiria as crianças que não se interessam pelos livros escolares.

"Esperamos que os quadrinhos sejam lidos até mesmo por crianças pobres, mas interessadas em saber mais sobre o Holocausto."

A publicação de 61 páginas, que já foi traduzida para várias línguas européias, será usada junto com fichas de leitura nas aulas de história das escolas de ensino médio de Berlim durante seis meses, depois do que o projeto deve estender-se para todo o país.

Os quadrinhos, baseados em fatos reais, descrevem como os judeus da Alemanha e da Holanda ocupada pelos nazistas vivenciaram a perseguição lançada pelo regime de Adolf Hitler e responsável por matar 6 milhões de judeus europeus.

O livro inclui a Noite dos Cristais, ocorrida em novembro de 1938. Nesse episódio, judeus foram espancados e tiveram suas casas, lojas e sinagogas destruídas. Mais tarde, vários deles acabaram sendo deportados para o campo de concentração de Auschwitz.

Por meio de imagens e diálogos realistas, o livro retrata o sofrimento e a humilhação sofridos pelos judeus ao terem seus bens desapropriados, serem banidos e, finalmente, serem enviados para campos onde trabalharam até morrer ou foram assassinados em câmaras de gás.

Após cinco décadas vivendo com uma pequena população de judeus, a Alemanha conta hoje com a comunidade judaica que mais cresce no mundo. Desde 1990, 220 mil deles chegaram ao território alemão vindos da ex-União Soviética.

Mas os crimes realizados por anti-semitas também se tornaram mais comuns. No mês passado, cinco adolescentes judeus foram atacados por um grupo de punks.

O novo livro em quadrinhos é uma sequência de "A Descoberta," um lançamento anterior de Heuvel também dirigido para alunos de escola e baseado na história dos judeus na Europa entre 1933 e 1940.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below